sexta-feira, junho 12, 2009

oço e morri.

      Acordei, após ouvir um barulho na cozinha. Pensava que seria apenas algum dos meus amigos que tivesse acordado e tivesse ido buscar comida ou beber água. Tornei a deitar a cabeça na almofada como se nada fosse.

      Estava tão feliz, estávamos no verão, tinha emagrecido 30 kg num mês e meio, mais ou menos 0,5 kg por dia, estava finalmente como sempre sonhara, e ainda por cima estava sozinho com dois dos meus melhores amigos, na casa da praia. Este verão prometia! Marina, na sua esbelta silhueta de 55 kg e Francisco, com 65 kg e barrica em forma de tablete de chocolate, estavam tão entusiasmados como eu. Iria sem dúvida ser um verão alternativo. Estávamos finalmente felizes.

      Tornei a ouvir o mesmo barulho, mas desta vez muito mais forte. Levantei a cabeça da almofada e passei as mãos pela cara e cabelo. Levantei-me, calcei os chinelos e dirigi-me, apenas de boxers, pelas escadas acima, agora que tinha o corpo que sempre sonhara, não me importava de o mostrar. Degrau a degrau aproximei-me da cozinha no andar de cima. Já amanhecia. Suspeitava ser 6h da manhã. Fui à janela sem me virar para a cozinha. A vizinha já estava acordada de prancha na mão. Ia surfar, suspeitei. Acenou-me e acenei-lhe de volta. Fez-me sinal em como quem pergunta se queria ir com ela. Acenei negativamente e pegando na caneta e papel mais próximo e escrevi, Mais logo tomamos café!

      Voltei-me então para a cozinha. Francisco estava estendido paralelo a Marina, ambos no chão. Se não fosse a mancha de sangue, jurava que estavam a dormir. Aproximei-me. Ambos tinham sido apunhalados no peito. Olhei à minha volta e não vi ninguém. Até que senti algo perfurar-me o peito. Olhei enquanto sentia todo o tipo de aflição algum dia imaginada. Não via nada ninguém. Afinal o que me apunhalava? Caí no chão, no meio dos dois. O que me apunhalava dividia-se agora em duas direcções. Senti a pele rasgar para cima e para baixo ao mesmo tempo. Algo me dividia em direcções opostas. Sentia o peito rasgar, ia subindo, como se me fosse chegar ao pesc

1 comentários:

Kiko disse...

uuhh...mt tragico!
É lixado morrer dps d s ter akilo k s ker...corpinho tablete d xocolate...yumi! ja s comia!

agr falando a sério...
n precisas dividir-te a menos k keiras. Não vai ser por causa do k ta a acontecer k as coisas entre tu e eu e tu e a M-A-R-I-N-A vão mudar.

Bem, ia colocar aki alto testamento sobre cenas completamente estupidas nesta porcaria toda k ta a acontecer mas axuh k mais vale abster-me ou ainda torno as coisas piores s é k isso é possivel.

gosto mt d ti nuno...
tenho saudades d tar ctg..=oP

bjs!!***