segunda-feira, maio 19, 2008

The Nut Cracker

Clareou,
Olhei o céu estrelado do sol que o iluminava na brisa primaveril que sinto dentro de mim. Tal confusão rasgada do ínfimo pormenor do entendimento humano que passa diante das cefaleias que perturbam o meu pensar. Tal imaginação possessiva e moderada que tento esquecer como ao novelo de lã que habita debaixo do meu lençol. Porque vos perco tão fortemente como o bater das ondas nas rochas invernais de uma encosta? Como gostava de compreender o que se passa no intímo desentendido do meu flácido corpo cujas marionetas manobram tão bem quanto as suas maquiavelicas vontades emotivas. Dominado, rebaixado ao mais inferior deteriorimento desta vida que me consome veloz e dolorosa. Já mal vos vejo, já mal vos sinto. Qual seja minha permuta, será sem dúvida o meu derradeiro desgosto...

1 comentários:

uma lagrima e um sorriso disse...

nao tenho comentarios possiveis...
apenas posso dizer que amei aquilo que escreves-te**
beijinhu... tenhu saudades tuas, pah**